Geral

Doenças vasculares aumentam em até 30% com altas temperaturas

De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular, as altas temperaturas, muito comuns em Palmas, aumentam em até 30% o risco de doenças vasculares ou venosas, nos membros inferiores. Segundo a cirurgiã vascular, Jérsica Caires V. Jácome,  na temporada de calor, pessoas que têm mais predisposição a problemas circulatórios sentem  as pernas mais pesadas e cansadas.

“Isso acontece porque as altas temperaturas mexem diretamente com a circulação sanguínea. Em dias mais quentes, as pernas podem ficar inchadas, principalmente, em pessoas que já têm histórico de problemas vasculares. O calor provoca a vasodilatação dos vasos sanguíneos, levando a uma sobrecarga na circulação. Como o sangue fica mais acumulado nas extremidades, a drenagem das veias é mais lenta e isso acaba ocasionando o inchaço”, explicou a especialista.

A cirurgiã deu dicas de como evitar o agravamento dos sintomas. “Além de fazer atividade física e evitar permanecer sentado na mesma posição, orientamos que a pessoa que sente as pernas mais cansadas nesse período, procure um angiologista, para investigar e tratar possíveis doenças circulatórias, ainda na fase inicial. Na maioria das vezes, as doenças vasculares são silenciosas e manter as consultas de rotina em dia é uma forma simples e eficaz de cuidado”, orientou.

A médica apontou, ainda, os principais sinais que indicam a necessidade de agendar uma consulta com o angiologista. “Dores nas pernas, especialmente ao caminhar; inchaço nos membros;  dormência nas panturrilhas;  coceira nas pernas; ⠀câimbras e formigamentos, veias mais saltadas que o normal são sinais de alerta para procurar um especialista  e fazer o check-up vascular”, concluiu.

PRECISA ASSESSORIA