Araguaína

Instituto Sinai atenderá beneficiários do Servir, em Araguaína

Os beneficiários do Plano de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins (Servir), do município de Araguaína, contarão, a partir do dia 15 de agosto, com serviços de porte hospitalar por meio do Instituto Sinai, novo prestador de serviços credenciado ao Servir.

Dentre os serviços médicos hospitalares oferecidos pelo Instituto Sinai, unidade Araguaína, estão: pronto atendimento clínico e ortopédico, emergência e urgência, diagnóstico por imagem (raio-x, ultrassonografia, tomografia, ressonância magnética nuclear), laboratório, centro cirúrgico, uti adulto  e internação sendo  acomodações em enfermaria. De acordo com a gerência administrativa do Instituto, também serão oferecidos um total de 58 leitos.

O secretário da Administração, Bruno Barreto, destaca os esforços do Governo Mauro Carlesse para garantir os melhores serviços em saúde aos servidores estaduais. “Além de estar compromissado com a qualidade da gestão pública, o Governo empenha-se também para garantir a qualidade de vida e o melhor atendimento em saúde que o servidor público possa ter”, afirma.

Para o secretário Executivo e diretor do Servir, Ineijaim Siqueira, o credenciamento de um novo prestador de serviços vem contribuir para o melhor atendimento dos beneficiários do Servir na região Norte do estado. “Trabalhamos sempre em busca dos melhores produtos e serviços para nossos beneficiários, o Instituto Sinai vai nos oferecer uma estrutura completa”, pontua.

Descredenciamento

Na última semana, o Hospital Dom Orione, de Araguaína, solicitou descredenciamento junto ao Plano de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins (Servir).

A Secad, por meio da Superintendência de Atendimento e Benefícios ao Cidadão, ressalta que a medida suspensiva do descredenciamento foi alternativa tomada pelo Hospital Dom Orione, por não se adaptar às regras estabelecidas pelo Plano, que é a mesma para todos os hospitais credenciados. De acordo com o contrato com o Hospital Dom Orione, o prestador deve atender os beneficiários até o dia 20 de agosto.